Imagine Belieber: U Smile - Capítulo 3

N: Ai! Olha pra onde anda, imbecil! - eu dei um grito.
Olhei pra cima e fiquei muito sem graça quando vi quem era. Era um dos "cachorrinhos" das patricinhas, como diria a Bella. Eu não sabia exatamente quem ele era.
XxX: Desculpa! Eu estou muito distraído hoje. Posso te ajudar a levantar? - ele estendeu a mão e me ajudou a levantar.
N : Claro. Me desculpa por eu ter te chamado de idi...
XxX: Nem precisa terminar. - ele me interrompeu - Fica tranquila, já estou acostumado, acredite! - ele riu - Meu nome é Justin.
N: O meu é Natasha - eu dei um sorriso tímido e ele retribuiu.
O sorriso dele é tão bonito, seus olhos brilhavam e... Ele é lindo!
Eu estava o admirando até que ele falou:
J: Então Natasha, eu tenho que ir pro treino. Te vejo na festa hoje?
N: Sim, claro!
J: Beleza, nos vemos lá então! - Justin sorriu pra mim e saiu olhando pro lado.
Eu fiquei alí parada pensando o quanto ele era fofo e Bella veio correndo em minha direção. Ué, ela não tinha ido embora?
B: Eu vi garota! - ela riu;
N: Nossa, ele é um gato né?!
Fiz uma cara sorridente e não precisei dizer mais nada.
B: Mas cuidado, ele tem dona. E acho que você já sabe quem é!
Bella nem precisou me dizer, mas eu já sabia que a namorada dele era a Selena.
N: Ok. Eu nem pensei nisso! - eu sorri tentando disfarçar.
B: Uhum, sei... - ela começou a rir.
N: Mas me diz, onde você estava? Eu pensei que você tinha ido embora!
B: Eu voltei para a sala porque tinha esquecido meu estojo. - ela olhou pra mim com um sorriso enorme no rosto - E depois te vi conversando com o Justin, e fiquei olhando.
Nós rimos e nos despedimos.
Saí do colégio e cheguei em casa muito animada pra ir na festa. Mesmo com toda a animação eu estava preocupada com o Ryan. Ah, ele fez a escolha dele! Hoje eu quero esquecer um pouco todos os problemas e me divertir, se é que isso é possível!
Fiquei vendo TV até anoitecer. Faltava pouco para a festa! Não sei que roupa eu ponho! Tenho medo de ser eu mesma e não me identificar com os costumes do pessoal. Tenho medo de parecer estranha na frente de todos na festa. Decidi ligar para a Bella, ninguém melhor que ela pra saber de tudo e de todos!
B: Alô?
N: Bella?

B: Oi Nath! Já está pronta?
N: É sobre isso que eu quero falar... - dei uma pausa dramática - Dá pra vir aqui me ajudar?
B: Claro amiga! Estou indo aí! Me passa seu endereço!Eu passei meu endereço para ela e desligamos o telefone. Depois de um tempo ouço a campainha tocar. Desci as escadas e fui atender a porta. Era a Bella.
N: Você está linda! - eu sorri e ela retribuiu - Ok, agora vem me ajudar. Não sei o que eu visto! - puxei Bella pelo braço e a levei até meu quarto.
B: Posso te dar um conselho?
N: Claro, pode falar!
B: Coloque algo que você se sinta à vontade! Não ligue pra opinião de ninguém.
Eu pensei por um minuto. E não é que ela está certa?
N: Você está certa. Mas olha... - peguei um vestido dentro do meu armário - Eu gosto muito desse preto. - puxei mais um vestido com a outra mão - Mas também tem esse roxo e... Ah vai, me ajuda!
B: Está bem! Eu gostei mais do preto.
N: Ok, então eu vou com o roxo - eu ri.
B: Ah Nath, vai te catar! - ela riu e me deu um tapinha no braço.
Depois de uns minutos, finalmente eu termino de me arrumar. Eu me olho no espelho e arrumo meu cabelo.
B: Está linda. Agora vamos!
N: Ok, vamos!
Ela ligou para o Phillipe e um tempinho depois ele apareceu na porta na minha casa para nos buscar. Nós entramos no carro e... Ele estava uma gracinha! Bella não parava de olhar para ele! Ela está muito apaixonada, eu acho que hoje rola algum coisa entre eles. Bom, eu espero né!
Nós cantamos algumas músicas no carro durante a viagem, que foi um pouco longa.
Depois de um tempo, nós paramos em frente a uma casa enorme. Tinha muita gente do lado de fora e a música estava altíssima. A festa com certeza estava boa. Quando Bella falou que estaria todo mundo da escola, ela não estava brincando!
Ela toda hora puxava assunto com o Phillipe e eu procurei me afastar pra deixar os dois a sós. Fui andando por lá pra vê se eu esfriava minha cabeça... Eu não sei o que está acontecendo! A musica está boa, o ambiente também... Não sei, estou com um pressentimento ruim, mas vou tentar relaxar!
Continuei andando. Enfrentei várias olhadas e cantadas de mal gosto, mas tirando isso, está tudo sob controle.
Parei perto do Barman e pedi uma batida. Do nada senti uma mãozinha gelada tocar os meus ombros. Eu me virei tão rápido e assustada, que acabei derramando um pouco da batida na camisa dele... Do Justin.
J: Nossa, eu sou tão feio assim que toda vez que você me vê acontece alguma coisa... - ele sorriu e olhou nos meus olhos -Nunca vamos poder conversar direito não? - nós rimos.
N: Desculpa, eu sou muito desastrada! Mas você tem que aprender que nunca se deve chegar em uma garota por traz. Isso é a lei da sobrevivência! - eu ri.
J: Pode deixar. Agora com certeza eu já aprendi. - ele sorriu enquanto olhava nos meus olhos - E aí, tudo bem?
N: Melhor agora que tenho uma pessoa normal aqui pra conversar. - nós rimos.
Fomos andando, paramos perto da piscina que tinha alí na casa e sentamos em um banco que tinha lá. O Justin tirou a camisa e meu folego também... "Nossa, está quem aqui né?" Eu pensei comigo mesma.
J: Me conta mais sobre você! O que uma garota tão bonita como você faz sem namorado?
N: Obrigada pela parte do bonita, mas na verdade eu tenho namorado. Só estamos brigados a umas três semanas, mas estamos namorando ainda. Quer dizer... eu acho. - nós rimos - E você? Cadê sua namorada?
J: Nem me fala dessa garota insuportável.
N: O que? Como assim? Vocês brigaram?
J: É complicado eu explicar, mas eu confio em você. - ele me olhou - Não sei por que, eu acabei de te conhecer... Mas confio em você. - ele deu um sorriso super fofo e eu retribui.
N: Você pode confiar em mim!
J: Eu odeio ela. Eu fico com ela por causa do meu pai.
N: Não estou entendendo. Ela é a garota mais cobiçada do colégio e... Onde o seu pai entra nessa história?
J: Se você calar a boca e deixar eu falar, você vai ficar sabendo logo! - nós começamos a rir, ele respirou fundo e continuou - Eu não acho ela tão bonita assim. Meu pai trabalha pro pai da Selena em uma firma. E se eu terminar com ela, o pai dela demite o meu.
N: Você está falando sério?
J: Sim. E você é a primeira pessoa a quem eu conto isso.
N: Que merda. Mas cadê ela?
J: Ela nunca vem nos eventos do colégio. Ela pensa que é melhor que todo mundo, e o pior é que todos a idolatram.
N: Nossa! - eu abaixei minha cabeça.
J: Você tem sorte que ela não viu você ainda no colégio!
N: Sorte? Por quê? - olhei para ele confusa.
J: Ela não aguenta ver uma menina mais bonita que ela.
Eu dei um sorriso tímido.
N: Obrigada. E você também é bonitinho sabe... - eu olhei em seus olhos - Mas só um pouquinho! - nós rimos.
Até parece que ele é "bonitinho". Fala sério, ele é lindo.
J: Ah, nem sou.
N: Você sabe que é! Todas as garotas do colégio te amam!
J: Mas isso é porque eu sou o namorado da Selena. Elas querem tudo o que é dela, por isso que eu não falo muito com ninguém dessa escola. E as garotas são todas iguais, me querem como se eu fosse um troféu.
N: E por que falou comigo?
J: Senti pena por que eu esbarei em você. - ele riu - Estou brincando! - ele olhava fixamente para os meus olhos, me deixando sem graça - Achei você diferente. Não sei, mas acho você especial. É a única aqui que eu consegui conversar que não fica falando o tempo todo do cabelo, maquiagem e... de dinheiro. Você não me cobra nada e nem me pergunta se está bonita. Isso é muito legal - ele riu.
N: É, com você eu me sinto bem. Foi o único que não ficou me encarando e fazendo cantadinhas horríveis - eu ri - Mas e seus amigos? São verdadeiros?
J: Sim, eles são amigos de verdade. Eles sabem o que acontece entre mim e a Selena.
N: Ah, sim. - eu olhei para o relógio e já eram duas da manhã - A conversa está ótima, mas eu preciso ir. Já está ficando tarde!
J: Tudo bem, eu posso te levar em casa?
N: Sim, claro! Eu só tenho que avisar pra Bella que eu estou indo.
J: Ok, vamos lá.
Nos levantamos e andamos pela casa procurando a Bella. Depois de darmos umas voltinhas, eu a encontrei... Aos beijos com o Phillipe. Que fofos!
Ela parou de beijá-lo e olhou para o lado. Eu acenei e ela veio correndo até onde eu estava.
N: Que lindos! Eu vi, hein.
B: Amiga, vem cá! - ela me puxou para um um canto - Eu estou muito feliz. Ele me pediu em namoro!
N: Ah, que fofinhos! - eu dei um sorriso enorme - Mas eu vim avisar que eu estou indo embora.
B: Ok então. - Bella beijou minha bochecha e eu voltei para onde o Justin estava.
N: Pronto, vamos!
Nós seguimos andando até o carro do Justin.



Continua após 5 comentários! Eai, o que acharam? Espero que estejam gostando *-*

8 comentários:

  1. aaain amei,quero o próximo capítulo *-*

    ResponderExcluir
  2. nossa cara que linda a historia :) cot .... please " !

    ResponderExcluir
  3. ameeeeeeeeei, continua *-*

    ResponderExcluir
  4. Continua perfeioo to amando

    ResponderExcluir
  5. maaaaaaissss, muittooo maaais *-* amei mtooo

    ResponderExcluir
  6. aaaawn . continuaaa .ta ficando simplismente perfect.! *--*

    ResponderExcluir