Imagine Belieber: U Smile - Capítulo 11

N: Você tem que acreditar em mim, Justin! - eu olhei para Bella - Bella, você acredita em mim, não é?
Bella ficou calada e abaixou a cabeça. Ok, eu entendi isso como um "não".
J: Você precisa parar com isso, Natasha. Chega dessa obsessão por ele. Isso é impossível, ele está...
N: Eu sei que ele está morto. - eu o interrompi - Mas eu o vi, eu tenho certeza.
J: Você está é louca e o quer de volta. Mas ele não vai voltar, Natasha.
N: Quer saber? Você é um egoísta. Por que está falando assim? Isso é ciúmes dele?
J: Ciúmes? Ele está morto. Morto. - ele falou em um tom alto.
N: Não precisava me chamar de louca e me tratar desse jeito. Se você não acredita em mim o problema é seu.
Eu me virei e saí andando rápido. Senti alguém tocar meu braço, era a Bella.
B: Calma!
N: Me leva embora daqui?
B: Nós viemos de carro... Com o Phillipe.
N: E vamos voltar de ônibus.
Continuamos andando rápido e pegamos o ônibus. Justin não veio atrás de mim.
Eu estava com raiva, muita raiva. Eu sei que é impossível, mas ele precisava falar comigo daquele jeito? Sei que Ryan não está mais vivo, mas eu não sei, juro que eu o vi dentro daquele carro. Pode ser que Justin esteja certo, eu realmente posso estar ficando louca, mas o jeito que ele falou comigo me magoou. Eu queria bater em alguém, e esse alguém era o Justin.
O ônibus parou e eu percebi que nós já tinhamos chegado. Descemos e fomos para a minha casa.
N: Dorme aqui hoje?
B: Tudo bem, eu vou avisar minha mãe e o Phillipe.
Nós subimos para o meu quarto e ela ligou para eles. Eu fiquei deitada na minha cama, sem nada para fazer. Fui tomar banho e logo em seguida Bella também tomou.
Liguei a TV e ficamos assistindo, mas eu nem estava prestando atenção.
N: Você acha que eu estou ficando louca?
B: Está! - ela riu - É sério, Nath. Eu sei como você está se sentindo e você tem certeza que o viu, mas é difícil de acreditar. Não estou te chamando de mentirosa, sei que você acha ou realmente o viu, mas é impossível, ele está morto. Você precisa aceitar isso.
N: É, você tem razão. Pode ter sido um outro cara, bem parecido com ele. - nós rimos.
Ouvi alguém bater na porta e logo em seguida a abrir.
M: Vocês querem alguma coisa? Eu tenho que trabalhar.
N: Você pode pedir uma pizza?
M: Tudo bem, eu peço de lá do trabalho e mando entregar aqui. Tem dinheiro no móvel da sala. Já estou indo.
Nós sorrimos e ela se foi.
Bella e eu continuamos assistindo TV. Uma hora depois, a campainha tocou.
Nós duas descemos e fomos atender a porta. Era o entregador de pizza, que era um gato por sinal.
N: Olá. - eu dei um sorriso safado e franzi a sobrancelha.
Bella me deu um soquinho no braço e eu ri. O entregador também.
N: Qual é o seu nome?
XxX: É... Nick.
N: O meu é Natasha. - eu sorri e beijei a bochecha dele.
Bella me puxou.
B: Já chega, né. Aqui está o dinheiro. - ela entregou o dinheiro para ele - Obrigado. - Bella saiu fechando a porta na cara de Nick. Nós começamos a rir.
Levamos a pizza para o meu quarto e comemos enquanto assistimos a um filme.
O filme acabou e fomos dormir.
Acordei e vi Justin sentado na ponta da minha cama, me olhando.
N: O que está fazendo aqui?
J: Vim ver como você está.
N: Eu estou bem, agora você já pode ir.
J: Me desculpe por ter falado daquele jeito com você, eu fui um idiota. Ainda acho que é impossível você ter visto o Ryan, mas tudo bem. Eu fu um idiota.
N: Tudo bem, talvez você esteja certo, eu devo estar louca. Deve ter sido alguém muito parecido com ele e eu confundi.
Ele sorriu e me selou.
N: Cadê a Bella e minha mãe?
J: Bella estava indo embora assim que cheguei, e sua mãe foi para a delegacia.
N: Meu Deus, é hoje o julgamento! Precisamos ir rápido.
J: Ainda temos tempo.
Eu sorri e fui direto para o banheiro tomar banho. Saí do banheiro e me troquei no quarto mesmo. Vi Justin com meus porta-retratos na mão e rindo.
J: Você era tão bonitinha. Olha essa aqui - ele me mostrou uma que eu estava com o cabelo todo bagunçado e de fralda - Está muito engraçada. - ele ria.
N: Eu não sou mais bonitinha, é? E me dê isso aqui. - eu tirei o retrato da mão dele - Pare de rir de mim.
Ele continuava rindo.
J: Você era bonitinha, agora está linda. - ele riu e me beijou.
Eu terminei de me arrumar e fomos direto para a delegacia. Chegamos lá e vimos minha mãe sentada em um banco. Nos sentamos ao lado dela e eu apoiei minha cabeça no ombro do Justin. Ficamos ali bastante tempo até que nos chamaram. Fomos para a sala de julgamento, que era pequena. O juiz estava em nossa frente, Justin e eu nos sentamos ao lado de minha mãe e seu advogado. Do outro lado, estava Dogue algemado em uma cadeira com 3 policiais ao seu lado e seu advogado em sua frente. Passamos horas ali, cada um deu seu depoimento, e eu fui a que mais demorei. Disse cada detalhe das noites que ele abusou de mim, Justin testemunhou o que tinha visto na noite em que ele me salvou e minha mãe revelou o que aconteceu no dia em que Dogue foi achado pela polícia. As horas passavam e Dogue negava todas as acusações sobre ele. Até que bem depois, ele acabou revelando tudo. Disse que tinha problemas com álcool e drogas e não conseguia se controlar quando me via. Enfim, o juiz decretou 40 anos de prisão. Eu fiquei tão feliz. Finalmente o homem que foi o motivo de toda a minha infelicidade todos esses anos iria pagar pelos crimes que cometeu.
O julgamento acabou e assim que os policiais pegaram o Dogue para levá-lo de volta a cela, ele gritou:
D: Você vai se ver comigo, Natasha. Ainda não acabou. Você vai pagar por isso.
Nesse momento, Justin se levantou brutalmente da cadeira e assim que ele ia bater no Dogue, ele foi segurado pelos policiais.
Já estava de noite quando voltamos para casa. Confesso que fiquei com pena da minha mãe, ela madrugou trabalhando e logo em seguida foi para a delegacia. Só falta apenas 1 hora para o horário de trabalho dela e ela quase não dormiu.
Eu fui para o meu quarto e fiquei conversando com o Justin, estava colocando para fora toda aquela felicidade que estava dentro de mim. Ele também parecia muito contente.
Minha mãe apareceu no quarto avisando que iria trabalhar e eu fui tomar banho. Como naquela mesma noite, ouvi Justin abrir a porta do box e me puxar pela cintura. Ele me beijou e eu me afastei. Não precisei dizer nada e ele já tinha percebido que aquela não era a hora. Ele beijou minha testa e se retirou. Acabei de tomar banho e vesti uma camisola bem curta.
Fui para o quarto e ele me olhava de cima a baixo. Ele sorriu e entrou no banheiro para tomar banho. Eu fiquei deitada na cama esperando ele voltar. Ele saiu no banheiro secando o cabelo com a toalha e sorrindo para mim.
J: Vamos assistir um filme?
N: Agora.
Me levantei e coloquei Atividade Paranormal 3 para assistirmos. Eu morri de medo e ele me abraçava quando eu tapava meus olhos.
O filme acabou e ficamos deitados na cama abraçados. Eu me levantei um pouco e olhei em seus olhos.
N: Eu te amo.
J: Eu te amo... Muito.
Eu sorri e o beijei. Sentei em seu abdômen e continuava o beijando. Levei minhas mãos até o botão de sua bermuda e desabotoei devagar. Ele parou de me beijar e olhou em meus olhos.
J: Não. Você não precisa fazer isso.
N: Eu quero.
Ele sorriu e me beijou. Eu tirei a bermuda dele e ele tirou minha camisola. Eu tirei minha calcinha e ele a cueca dele. Ele me selou e se levantou, foi pegar a camisinha e colocou. Ele se deitou em cima de mim e eu senti um prazer enorme, era o Justin penetrando em mim. Eu estava tão feliz, foi o melhor dia da minha vida. Ele fazia movimentos de vai e vem e eu não queria que aquele momento acabasse nunca. Foi a primeira vez que eu tive relações sexuais com alguém com amor. Foi tão incrível. A primeira vez que fiz amor com alguém por vontade própria, por amor. Eu senti que iria explodir de tanto prazer e felicidade.
Ficamos ali por um bom tempo e depois fomos dormir.
Acordei com o Justin fazendo carinho em minha cabeça.
J: Dormiu bem?
N: Não, ontem foi a pior noite de toda a minha vida. - ele me olhou assustado e eu ri - É claro que dormi bem, eu dormi com você! Ontem foi perfeito, foi o melhor dia da minha vida. Obrigada. - ele sorriu e os olhos dele brilhavam.
J: Eu te amo tanto. - ele me beijou.
Nos levantamos e ele foi me beijando até o banheiro. Ele ligou e chuveiro e me pegou no colo. Ele me jogava contra a parede enquanto penetrava em mim. Ele beijava meu pescoço e fazia carinho em minha coxa. Novamente, estava sendo incrível e eu não queria mais parar. Nós ficamos ali por mais um tempo e nos arrumamos para irmos ao colégio.
Chegamos no colégio e ficamos ao lado do bebedouro conversando. Selena se aproximou para beber água e começou a tossir. Ela estava vermelha e tossindo muito.
Justin me olhou assustado e foi ajudá-la. Ele colocou a mão no ombro dela.
J: Você está bem?
Selena olhou para os lados e começou a gritar. Rapidamente ela pegou as mãos de Justin e levou até seus seios. E Max, diretor do colégio, chegou bem na hora, viu aquela cena e ficou chocado assim como eu. Ele segurou a gola da camisa do Justin e o afastou dela.
M: O que você estava fazendo, moleque?
Selena riu ironicamente enquanto olhava para mim.



Continua após 9 comentários! O que estão achando? Estão gostando? O que acham que deve acontecer? Comentem gente! Queremos saber a opinião de todas vocês *-* Obrigada pelo carinho de todas vocês, suas fofas!!!
Beijos, Carina e Raissa

10 comentários:

  1. qué isso velho q selena tabacuda..

    ResponderExcluir
  2. mmmmmmmmmmmmmaaaaaaaaaaaaaaaaaaaiiiiiiiiiiiissssss

    ResponderExcluir
  3. OOOWNT!! QUE LINDO KKKKKK AMEI!! CONTINUA! PLEASE!!

    ResponderExcluir
  4. LuizaGabrielaDias sz14 de dezembro de 2011 12:34

    meu deeeeeus!!!!nath safadiinha!!!kkkk' continuaaa pleeeeease!!!!!

    ResponderExcluir
  5. meu deus , eu vou matar essa selena , cachorra kkkkk , ta mto linda serio , continua
    @HiClarinha

    ResponderExcluir
  6. OOOOMMMMGGGG, SIMPLISMENTE TO AMANDO...
    AFF ESSA SELENA SEMPRE TEM QUE ESTRAGAR AS COISAS.. :@ COOONTINUUAA, PLEASE!?

    ResponderExcluir
  7. Nossa que HOT... haha Continuaa!?
    @160NoBieberzao

    ResponderExcluir
  8. Leitora NOva na area!!!!cara me identifiquei mt (eu me auto-multilo)linda amei continua!!♥

    ResponderExcluir
  9. Nossa,eu comecei a ler ontem,e tô amando ! continua por favor flor ! Bjo :*

    ResponderExcluir